Concessionária Fiat, Foz do Iguaçu - PR

Por Autofoz 15/06/2020

Atualmente existem diversos tipos de alinhamentos que podem ser utilizados para ajustar o seu automóvel. Embora a geometria 3D seja a técnica mais avançada, muitos clientes ainda possuem dúvidas sobre os seus benefícios. Confira!

Alinhamento 3D: o que é e como funciona?

Essa é uma dúvida comum entre os leitores, sendo assim vamos explicar os detalhes desta técnica. Para regular a suspensão do automóvel, é utilizado um programa de computador que já possui todas as medidas originais estabelecidas pelos fabricantes.
O automóvel é colocado em uma plataforma, onde os sensores irão analisar os eixos X,Y e Z, garantindo que tudo esteja alinhado. É realizada a leitura de cada roda, levando em consideração o ângulo e a profundidade.
Após coletar todos os dados do carro, o software irá analisar quais medidas estão incorretas e executar o alinhamento. Caso o operador verifique que seja necessário um ajuste mais fino, ele poderá executá-lo manualmente.
Após esta etapa, o automóvel terá as mesmas medidas de quando saiu da fábrica. Isso garante mais estabilidade para o veículo e menor desgaste das suspensões, o que gera mais economia para o cliente, já que não terá que retornar inúmeras vezes ao mecânico.

Por que devo fazer a geometria automotiva?

Se os benefícios anteriores não foram suficientes, saiba que um carro devidamente alinhado gastará menos combustível, gerando uma economia ainda maior.
Para quem costuma viajar ou utilizar o carro frequentemente, o alinhamento 3D evitará que as peças do seu carro se desgastem rapidamente, afinal de contas todo o peso do carro estará distribuído igualmente.

Quando devo fazer?

Você pode fazer o alinhamento 3D sempre que levar o seu veículo para a revisão ou a cada 7.000 km rodados. Se por algum motivo for necessário substituir alguma peça do veículo ou se o carro sofreu algum impacto forte, o recomendável é realizar o alinhamento.
Fique atento ao estado dos pneus do seu carro. Caso eles estejam muito desgastados, será preciso substituí-los e realizar a geometria 3D para evitar futuros prejuízos.
Se você perceber que o carro está girando o volante sozinho, mesmo que de forma sensível, pode ser um grande indício de que seu veículo esteja com problemas. Faça regularmente a manutenção preventiva do seu automóvel e evite aborrecimentos desnecessários.

Qual a diferença da geometria 3D para os outros alinhamentos?

A precisão da geometria automotiva é muito alta quando comparamos com os métodos tradicionais. Agora que você já conhece o funcionamento do alinhamento 3D , vamos explicar alguns outros métodos.

  • Alinhamento Manual

Este é o método mais comum, também conhecido como alinhamento óptico. O mecânico coloca canhões que emitem um feixe de luz em um painel que fica posicionado à frente do veículo, desta forma o operador consegue identificar quais rodas estão desalinhadas.

 

  • Alinhamento a Laser ou Computadorizado

No alinhamento a laser os canhões de luz são posicionados na direção dos pneus. Devido a sua precisão, eles acabam otimizando a tarefa do operador que consegue identificar os pontos que estão desalinhados.

Qual a diferença entre alinhamento e balanceamento de pneus?

O alinhamento serve para ajustar os ângulos das rodas, garantindo que todos os pneus fiquem paralelos e encostem no solo. Isso garante a estabilidade do veículo, permitindo que o motorista não perca o controle do carro durante uma curva ou ultrapassagem.
Outro ponto importante é a vida útil do veículo, que pode ser prejudicada devido ao desalinhamento das rodas.
Já o balanceamento garante o conforto durante a condução do veículo. Sabe aquelas vibrações que seu veículo provoca, mesmo caminhando em uma pista sem buracos? Provavelmente isto ocorre devido ao desbalanceamento dos pneus.
Então de forma resumida, o alinhamento irá garantir que as rodas fiquem paralelas entre si e ao solo, enquanto o balanceamento eliminará as vibrações.

Alinhamento ou cambagem: qual devo fazer?

A cambagem ajusta o alinhamento horizontal dos pneus, preservando a estabilidade do veículo. A principal diferença entre o alinhamento e a cambagem é que para executar a cambagem, os pneus devem estar em um ângulo reto e alinhados com a parte da frente do veículo.
Não há uma regra específica para dizer qual o mais recomendado, pois é comum executarem o alinhamento e depois a cambagem. De forma geral, o alinhamento garante a economia do combustível, enquanto a cambagem preserva o tempo de vida dos pneus.