Concessionária Fiat, Foz do Iguaçu - PR

Por Autofoz 13/01/2020

No último post, falamos sobre o que pode causar superaquecimento no motor do carro e como você pode resolver esse problema.

Entrando mais a fundo nesse tema, temos o sensor de temperatura, por mais que ele faça parte do sistema de arrefecimento, não é a mesma coisa do que o termostato, embora a função de ambos seja manter a temperatura do motor, eles trabalham juntos para que isso aconteça.

Mas afinal, o que é o sensor de temperatura?

O sensor de temperatura é quem fica responsável a temperatura em que o motor se encontra, caso ocorra um superaquecimento, imediatamente vai ser indicado no painel do carro.

Como funciona o sensor?

Ele é uma das peças mais importantes do sistema de arrefecimento, trabalhando em conjunto com o termostato, medindo a temperatura do motor.

O sistema de bordo recebe a informação sobre a temperatura do motor, passando para o computador para que ele continue mantendo e ajustando as funções do motor.

Se preciso, o computador pode até ligar e desligar o ventilador para manter a temperatura ideal.

O sensor tem vida útil?

O sensor acompanha a vida útil do motor, então, dificilmente precisa realizar a troca.

Mas é importante lembrar que, assim como as outras peças, ele pode apresentar falhas, se o carro é bastante utilizado.

E se a troca for necessária?

Se não existir soluções para o sensor, a troca deve ser feita por um profissional, preferencialmente que seja de sua confiança.

A manutenção do veículo pode te ajudar a identificar se o sensor está com rachaduras ou algum outro defeito, por isso é recomendado que ela seja feita periodicamente.

Fonte de pesquisa: Auto Papo